18 setembro 2016

Sebrae Nacional: estrutura aberta à paisagem do Cerrado

Projeto assinado pelos arquitetos Álvaro Puntoni, em co-autoria com Luciano Margotto Soares, Jonathan Davies e João Sodré, do Grupo SP, recebeu o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) de melhor obra de arquitetura no Brasil no ano de 2010.

Aberta à amplidão da paisagem do Planalto Central, a sede do Sebrae Nacional em Brasília é uma estrutura aparente em aço, sustentada por pilares de concreto. Um edifício leve, atravessado pelo espaço público, como ensina o conjunto da arquitetura moderna de Brasília, relido aqui em olhar contemporâneo. Projeto assinado pelos arquitetos Álvaro Puntoni, em co-autoria com Luciano Margotto Soares, Jonathan Davies e João Sodré, do Grupo SP, recebeu o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) de melhor obra de arquitetura no Brasil em 2010.

O elemento central é o pátio, que ocupa o grande vazio no interior do edifício. Ao seu redor distribuem-se os ambientes: espaço de formação e treinamento, sala multiuso, auditório, biblioteca e cafeteria. No térreo superior, onde estão os acessos principais, varandas se abrem à cidade e ao lago Paranoá. Bem ventilado e iluminado, o projeto enfatiza o conforto ambiental e o paisagismo. Este último, assinado pelos arquitetos paisagistas Fernando Chacel e Sidney Linhares, traz à cena a rica vegetação do Cerrado, para criar bosques em todo o entorno.