ESCLARECIMENTO: divergências de valores em boletos da Contribuição Negocial

O Sinaenco esclarece sobre os boletos da Contribuição Assistencial/Negocial 2018.

No ato do pagamento de boletos da Contribuição de SP, BA e DF, está sendo gerado automaticamente valor (R$ 3000, 00) que não corresponde a nenhuma das faixas estipuladas pelas seções regionais do Sinaenco nessas localidades.

A divergência decorre de exigências relacionadas à Nova Plataforma de Cobrança Bancária da Federação Brasileira de Bancos – Febraban. Desde o dia 10 de novembro, todos os boletos passaram a ser emitidos com registro, obrigatoriamente, e com valores máximo e mínimo, não sendo permitida remessa sem a indicação de valor.

Ressaltamos que a divergência ocorre somente nos boletos em que o VALOR DO DOCUMENTO está em branco. Pois, nesses casos, foi parametrizado junto às instituições bancárias o valor máximo citado, em função da necessidade de registro.

 COMO PROCEDER PARA EFETUAR CORRETAMENTE O PAGAMENTO

  1. Utilize a tabela de cálculo da contribuição para saber o valor devido pela sua empresa.
  2. Edite o campo (=)VALOR DO DOCUMENTO com o valor identificado na tabela de cálculo da contribuição.
  3. Efetue o recolhimento e guarde o comprovante, para apresentação em caso de necessidades futuras.

ATENÇÃO – RECOLHIMENTO PELO BANCO DO BRASIL

Em função de regras dessa instituição financeira, o campo (=)VALOR DO DOCUMENTO não permite edição.

Assim, insira no campo (-)DESCONTO/ABATIMENTO valor que, subtraído de R$ 3.000, resulte em valor igual ao indicado na tabela de cálculo.

Veja exemplo:

Valor devido, conforme tabela de cálculo: R$ 250

Cálculo para preenchimento: R$ 3000 – R$ 250 = R$ 2.750

(-) DESCONTO/ABATIMENTO: R$ 2.750

(=) VALOR COBRADO: R$ 250

 

+ Leia também: Contribuição Assistencial/Negocial 2018: saiba porque contribuir é sinônimo de segurança jurídica para sua empresa.