Manifesto global contesta aumento do custo de licenças de software

No último dia 25 de julho, um grupo de importantes empresas internacionais de projeto enviou uma carta aberta ao CEO da Autodesk, Andrew Anagost, manifestando o descontentamento com uma série de ações da empresa desenvolvedora de aplicativos para o setor de arquitetura, engenharia e construção.

No comunicado, destacam os seguidos aumentos do preço do Revit, sem um correspondente incremento no desempenho do produto, especialmente focado no BIM – Building Information Modeling, processo de trabalho que está em vias de ser adotado nas licitações de projetos e obras do setor público brasileiro, a partir de janeiro de 2021.

Empresas do porte de Zaha Hadid Architects, Grimshaw, Rogers, Stirk, Harbour and Partners e Allies and Morrison, dentre outras, assinam a carta que menciona, logo no início, o resultado do Relatório de Benchmarking do RIBA (Royal Institute of British Architects), que identificou o aumento do custo de propriedade de aplicativos de projetos como parte importante do crescimento geral dos custos no setor, que antecede os reflexos na economia provenientes da pandemia da Covid-19.

Atento aos interesses das empresas representadas, o Sinaenco pretende aderir a essa iniciativa, agregando as preocupações do setor no Brasil.

Neste sentido, solicitamos que nos enviem informações pertinentes ao assunto para que, de forma organizada, o Sinaenco possa ampliar o debate, atendendo às legítimas demandas para um exercício profissional qualificado.

👉 Acesse o FORMULÁRIO e envie sua manifestação.