Cinco ministérios mais Casa Civil e secretaria-geral da Presidência vão participar dos trabalhos, conforme decreto de criação do CE-BIM.
Lei sancionada em São Paulo prevê, entre outras medidas, fontes de financiamento para melhoria em calçadas, áreas de travessia e manutenção de vias.
Recursos serão direcionados para abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais, manejo de resíduos sólidos, estudos e projetos.
assine nossa newsletter e receba as novidades do setor